Projetos de Extensão PEB

Nome do projeto: Tecendo uma formação de professores (de matemática): contribuições de uma prática entre educação matemática e cosmologias indígenas e…

Coordenador: Diego de Matos Gondim

Tipo de projeto: Extensão

Resumo: Este projeto de extensão tem como objetivo geral tencionar uma educação matemática na formação de professores de matemática junto à formação de professores que trabalharão em escolas indígenas e, por sua vez, com as cosmologias indígenas. Para tanto, serão realizados encontros entre alunos da Licenciatura em Matemática do INFES/UFF, alunos da Licenciatura Intercultural Indígena da FAE/UFMG, professores e líderes de escolas e comunidades indígenas. Essa experiência tem como intuito a tessitura de uma formação de professores (de matemática) que parte do encontro como meio de constituição de si e do outro em si.

Período de execução: abril/2022 a dezembro/2022

e-mail de contato para informações: diegogondim@id.uff.br


Nome do projeto: Ciclo de Estudos em Etnomatemática

Coordenador: João Bosco Bezerra de Farias

Tipo do projeto: Extensão

Resumo: Esta ação de Extensão procura, no âmbito educacional, estimular ações, marcadas pelo diálogo e troca de saberes, voltadas para: o ensino de Matemática, a aprendizagem significativa e crítica da Matemática, para a existência da pluralidade cultural da sala de aula, e para a valorização, e ampliação do conhecimento do aluno, da sua formação, da sua cultura, e do seu meio social. Ela tem por objetivo fomentar a indissociabilidade entre ensino-pesquisa-extensão. Por isso, encoraja, também, o desenvolvimento de um ambiente de divulgação, estudo, reflexão e análise sobre Etnomatemática a partir das pesquisas e dos trabalhos científicos publicados sobre este tema. Para tal, procura, sobretudo, com o envolvimento e a participação de professores e/ou alunos do entorno do Noroeste Fluminense e/ou interessados em Etnoconhecimento, fomentar e modernizar projetos educacionais que façam da Matemática algo vivo, atraente, flexível, importante e que lidem com situações reais, atuais e regionais. Daí, por meio de uma infraestrutura, inicial, de recursos audiovisuais e sala, mediante exposição oral, debate em grupo, planejamento e execução de atividades de gestão, promove grupos de trabalho, tais como voltados para: a matemática recreativa, a matemática indígena no Brasil, o patchwork, as práticas matemáticas das classes profissionais (ou entre elas) e a História da Matemática em diversas civilizações. Desse modo, buscamos criar oportunidades de conscientização em questões educacionais sobre multiculturalismo, interdisciplinaridade, inclusão, contextualização, e pedagogia da equidade.

 Período de execução: 04/03/2022 a 16/12/2022

 e-mail de contato para informações: etnomat@yahoo.com.br


Nome do projeto: O Uso de Softwares de Domínio Público como Ferramenta de Auxílio na Aprendizagem de Conteúdos Matemáticos

Coordenador: Wagner Rambaldi Telles

Tipo de projeto: Extensão

Resumo: A proposta desse projeto é o oferecimento de oficinas abordando conteúdos matemáticos com o uso de softwares de domínio público como recurso principal, onde o público-alvo são professores e alunos do Ensino Fundamental e Médio das escolas públicas da região de Santo Antônio de Pádua, Estado do Rio de Janeiro. A utilização desses softwares constitui um recurso pedagógico que auxilia no processo de ensino-aprendizagem e que, se utilizado de maneira correta, aliando-o a outros recursos tradicionais, pode promover uma transformação na aprendizagem. Desta forma, tal projeto também busca incentivar e motivar o futuro professor na utilização desse recurso que tem como principal instrumento o computador, cada vez mais presente no cotidiano dos alunos.

Período de execução: abril/2022 a dezembro/2022

e-mail de contato para informações: wtelles@id.uff.br

PROJETOS ARTÍSTICOS


Nome do projeto: Artes(na)ato: Coletivo de Mulheres Artesãs e Costureiras do Mandira

Diretores e roteiristas: Diego de Matos Gondim e Isadora Maria Torres

Tipo de projeto: Artístico

Resumo: O curta-metragem Artes(an)Ato destaca o cotidiano de mulheres negras em uma Comunidade Remanescente de Quilombo em Cananéia, interior do Estado de São Paulo. Com o objetivo principal de produzir uma cinevivência, o projeto busca apresentar, em forma de documentário, a invenção do Coletivo de Mulheres Artesãs e Costureiras do Mandira. Evidenciando o movimento de um Corpo-Negro no interior de uma comunidade quilombola, a proposta busca extrapolar estas vivências a uma História do Brasil a partir destes corpos compreendidos como História Viva. Assim, o filme possui um potencial próprio de sua temática – evidenciar uma história das mulheres-negras quilombolas – e uma relevância que extrapola a comunidade do quilombo em questão, bem como as próprias mulheres que ela constitui, a temas que estão em pauta no contemporâneo brasileiro.

Período de execução: dezembro/2021 a dezembro/2022

e-mail de contato para informações: diegogondim@id.uff.br

Notícias

A Agenda Acadêmica já tem data marcada: entre os dias 17 e 23 de outubro, a UFF será palco da …
Leia Mais

Encontram-se abertas as inscrições para o Curso de Inverno 2022 do Bacharelado em Matemática. A programação ocorrerá de 15 a 18 de …
Leia Mais

Copyright 2022 - STI - Todos os direitos reservados

Skip to content